quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Hoje não brindarei a nada em específico. Vi esse texto no orkut de um amigo, gostei e resolvi colocar aqui.

Relato de um homem:
"Tudo bem... queremos meninas legais, sexys, saradas, bonitas, inteligentes e boazinhas... Muito FÁCIL falar, pois quando aparece uma assim, de bandeija, a primeira coisa que você pensa é: Oba, me dei bem. Ficamos com elas uma vez, duas. Começamos a pensar que essa é a mulher que as nossas mães gostariam de ter como noras. Se sair um relacionamento, vai ser uma relação estável. Você vai busca-la na faculdade, vocês vão ao cinema, num barzinho, vai ter sexo toda a semana... Tudo básico, até virar uma rotina sem graça... Você vai olhar os caras bem vestidos e bem humorados indo pra noite arrasar com a mulherada e vai morrer de inveja. Vai sentir falta de dar aquelas cantadas infalíveis na noite, falta de dar umas olhadas para uma gata, ou dar aquela dançadinha mais provocativa na pista... Você pensa: acho que não estou pronto pra isso, pra me enclausurar pelo resto da vida nesse relacionamento. E a boa menina se tranforma numa MALA, e aos poucos vai surgindo um nojo dela, uma aversão. Quando você vê o nome dela no seu celular, não dá vontade de atender... JÁ ERA. Daí aquela promessa de vida estável vai por água abaixo, se a menina não se dá conta, a gente começa a ser grosso, muito grosso. E a pobre menina pensa: O que é que eu fiz?? Coitada, ela não fez nada, a culpa é nossa mesmo...
Aí, a gente volta pra nossa vidinha, que a gente odiava até semanas atrás. A gente não vê a hora de sair e arrasar na noite... ou pegar aquela mulher gostosa que sempre quisemos.
GRANDE DESILUSÃO. Você chega em casa depois da balada, sozinho e fica tentando descobrir porque você não está satisfeito. Derepente foi porque a menina da night, a linda, gostosa, misteriosa, ficou contigo mas nem sequer pediu o número do teu telefone.
FRUSTRAÇÃO. Daí, por mais que não queria, você pensa na sua menina boazinha que deixou pra trás... ela podia ter seus defeitos mas era uma menina legal... que ficaria ao seu lado te dando valor... Enquanto isso a boa menina, chateada, lesada, custa a entender o que te fez para te ter afastado dela... Daí essa dúvida vira ANGÚSTIA, que vira raiva. Daí a menina manda tudo a PQP.
Não quer mais saber de nada, só de sair, zuar, sair e beijar outros caras! Resolve não se envolver mais, pra não sair lesada ou chateada... Muito bem, acabamos de criar uma MONSTRA. O tempo passa e a gente continua na mesma... volta a reclamar da vida e das mulheres. Elas só querem as coisas com homens cachorros e não estão nem aí pra nós... Ou será que nós é que fomos os cachorros??
Elas são assim por culpa nossa. A mulher da night de hoje, era a boa menina de outro homem ontem, e assim sucessivamente... Provavelmente, essa nossa ex-boa menina, deve estar enlouquecendo a cabeça de outro homem por aí... E eu a perdi para sempre, ela virou uma mulher enlouquecedora e a encontrei na balada. E ela? Nem olhou pra mim (mas estava mais linda do que nunca)!

10 comentários:

Jana disse...

um belo texto realmente, a gente nunca esta feliz com o que se tem

beijo

Cirilo Veloso Moraes disse...

Culpar um ou outro não resolve nada. Mudar de atitude, sim.

Tay disse...

Ola pode sim melinkar...vou ferificars e eu ja te linkei se não linkarei sim
um beeeeeijo

Yvonne disse...

Karen, com relação ao seu post, eu copio o que o nosso amigo em comum - Cirilo - falou. Eu penso da mesma maneira.

Querida, você me perguntou em um post anterior se poderia me linkar, lógico que sim e eu vou ficar muito honrada. Só que o meu computador está com problemas e eu estou visitando os amigos blogueiros através do computador da vizinha que mora na sua cidade e vem aqui uma vez ou outra. Ela me deu a liberdade de usar a sua casa para fazer o que eu quiser.

Dessa forma, sem querer parecer pretensiosa, gostaria que você continuasse me visitando até a semana que vem quando eu voltar a ter o meu equipamentozinho de volta do jeito que eu gosto.

Querida, sou coroa e cheia de manias, mas algumas coisas eu só posso fazer na minha casa, rsrsrs. Não vá rir, mas é isso mesmo. Linkar você no meu blog, só em casa, rsrsrs. Não espalha isso para ninguém, PELAMORDEDEUS, que eu não quero passar vergonha, rsrsrs.

Quanto à possibilidade de nos encontrarmos, estou com muita vontade. A gente pode até combinar alguma coisa. Você trabalha? Eu não. Podemos ter um encontro de tarde, caso não vá causar nenhum problema com o seu marido. A minha filha vez por outra vai à Vitória ou Vila Velha para fazer alguma coisa.

De noite já fica mais complicado, porque maridão não gosta muito. Ele até poderia ir sem problema algum, porque é muito gente fina. Só que eu quero uma amiga para falar as minhas besteiras, rsrsrs.

Meu e-mail é yvonneparadatz@hotmail.com. Caso queira me contatar, sinta-se a vontade. Desculpa pela demora em visitar o seu cantinho com o mesmo carinho que você me dispensou no meu.

Beijocas carinhosas

Alice disse...

nossa,ahazou no texto! tem umas parts exageradas,mas outras muito legais! obrigada pelas saudações!
sajinsajinsijan


:*

Lulu on the Sky® disse...

Gostei do texto Karen. As pessoas nunca estão satisfeitas se estão sozinhas reclamam que querem companhia,qdo a encontram a relação acaba caindo na rotina e vc não vê a hora de ficar sozinho de novo vai entender...
Big Beijos

Tarci disse...

Oi KAren, eu adoro este texto.
Acho que a gente tem que cuidar das pessoas que estão conosco da maneira com que gostariamos que fossemos cuidadas(os).
Mais acredito que nem todo mundo seja assim, pq sofreu ou pq as coisas não deram certo vão partir pra algo tão radical.
Beijos moça!
Bom fim de semana!

Tah disse...

hahaahaha
é bem assim que deve acontecer mesmo rs
já vi um caso desses!
beijosssss

Osc@r Luiz disse...

Sorria, minha amiga, você está citada no meu post de hoje...
Beijo!

Tathiana disse...

Um amigo me mandou esse texto um dia, mas acho que num formato um pouquinho diferente...
Infelizmente tem gente q só dá valor ao que não tem ou qd perde.
Beijos.